Muita gente tem dúvida da diferença entre cosméticos e dermocosméticos pois, normalmente, na aparência eles são bem similares porém o conceito é bem diferente. No Brasil, o órgão responsável pela legislação desses produtos é a ANVISA e é este que concede a licença das empresas e dos produtos para poderem exercer a fabricação e sua venda.

A origem da palavra Dermos vem do verbo dar, ou seja, fornece algo a pele. Nesse conceito, os dermocosméticos passam por diversos testes clínicos e científicos para fornecer resultados de tratamento a pele, com ativos oriundos da farmacologia, por exemplo.

Na Medicatriz, o DNA de fornecer saúde a pele vem desde seus primórdios como quando era farmácia de manipulação, onde os diretores trabalhavam para buscar sempre o melhor tratamento. Alguns produtos estão com a mesma formulação há anos no mercado, como a Maxi Calm máscara calmante, demonstrando o sucesso e o poder da cura que a empresa carrega.

Os cosméticos auxiliam no empoderamento das pessoas, tanto mulher quanto homens, pois fazem parte do dia-a-dia para incrementar a beleza ou mesmo fazer com que sintam bem consigo mesmos, são batons, bases, pós, maquiagens e afins.

Já os dermocosméticos, possuem propriedades terapêuticas e fazem parte de um tratamento porém, não são como fármacos, estão entre os cosméticos e os fármacos. Os fármacos possuem grau medicamentoso, já os dermocosméticos são tópicos e funcionam como um bálsamo para a pele.

Um exemplo de um dermocosmético que faz um tratamento completo na pele, são os elixires, complexo de ativos que possuem propriedades farmacêuticas, como o caso do Elixir Nano C, que além da vitamina C, possui ativos como vitaminas B4, B5, B6, niacinamida e aminoácidos, funcionando como um suplemento tópico que a pele precisa para estar sempre com saúde e vitalizada.

Quer saber mais sobre os elixires? Clique aqui.

Qual a diferença entre dermocosméticos e cosméticos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *